Estudar é muito importante. Mas pode-se estudar de tantas maneiras! José Carlos Ary dos Santos
.Direitos de Autor
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
.posts recentes

. Cidade do Porto em slide-...

. Organização Temática

. Literatura Portuguesa

. Sophia de Mello Breyner A...

. António Gedeão

. Eugénio de Andrade

. cecília de meireles

. "A Lua de Joana"

. Alice Vieira

. Aula de avaliação

.arquivos

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.links
Quinta-feira, 30 de Novembro de 2006
O Vinho do Porto

O vinho do Porto é um vinho natural e fortificado, produzido exclusivamente a partir de uvas provenientes da região demarcada do Douro.

http://i.s8.com.br/images/domutilities/cover/img3/232873.jpg 

 Apesar de ser produzido com uvas do Douro e armazenada nas caves de Vila Nova de Gaia, esta bebida ficou conhecida como "Vinho do Porto" a partir da segunda metade do século XVII (quando começou a ser exportado) por ser vendido no Porto e enviada para toda a Europa a partir do porto de Leixões. 

http://www.malhanga.com/vinho_porto/A%20Producao%20,Envelhecimento%20e%20tipos%20de%20Vinhos%20do%20Porto_files/barris.jpg 

 

  A "Descoberta" do Vinho do Porto data de séc. XVII, quando os mercadores britânicos adicionaram brandy ao vinho da região do norte do Douro para evitar que ele azedasse. A empresa Croft foi das primeiras a exportar vinho do Porto, seguida por outras empresas inglesas e escocesas.

  O que torna o vinho do Porto diferente dos restantes vinhos, além do clima único, é o facto de a fermentação do vinho não ser completa, sendo parada numa fase inicial (dois ou três dias depois do início), através da adição de uma aguardente vínica neutra (com cerca de 77º de álcool). Assim o vinho do Porto é um vinho naturalmente doce (visto o acúcar natural das uvas não se transformar completamente em álcool) e mais forte que os restantes vinhos (entre 18 e 22 graus de álcool).

 Fundamentalmente consideram-se três tipos de vinho do Porto: Branco, Ruby e Tawny.

Porto Branco:

 

O vinho do Porto branco é feito exclusivamente a partir de uvas brancas e envelhece em grandes balseiros de madeira de carvalho (20 mil e mais litros). Tipicamente vinhos do Porto brancos são vinhos jovens e frutados (não menosprezando as reservas) e são o único vinho de Porto que se categoriza quanto à sua doçura. Há assim brancos secos, meios-secos e doces. Ainda assim, e devido à forma como o Porto é produzido, o vinho praticamente nunca é completamente seco, guardando sempre alguma da sua doçura inicial, sendo por isso comum encontrarem-se brancos "secos" com alguma doçura.

 

Porto Ruby:

Os Ruby são vinhos tintos que também envelhecem em balseiros. Devido ao baixo contacto com a madeira (porque a relação superficíe/volume é pequena) conservam durante mais tempo as suas características iniciais, devido à baixa oxidação. São assim vinhos muito frutados de cor escura (rubi), com sabores a frutas vermelhas (frutos silvestres ou ameixas por exemplo) e com caracterísiticas de vinhos jovens.

 

Porto Tawny:

Os Tawny são também vinhos tintos, feitos aliás das mesmas uvas que os Ruby, mas que apenas envelhecem dois a três anos nos balseiros, passando depois para as pipas de 550 litros. Estas permitem um mais elevado contacto do vinho com a madeira e daí com o ar. Assim os Tawny respiram mais, oxidando e envelhecendo rapidamente. Devido à elevado oxidação os Tawny perdem a cor inicial dos vinhos tintos, ganhando tons mais claros como o âmbar, e sabores a frutos secos como as nozes ou as amêndoas. Com a idade os Tawny ganham ainda mais complexidade aromática, enriquecendo os aromas de frutos secos e adquirindo aromas de madeira, tostado, café, chocolate, mel, etc. Nos vinhos tawny muito velhos a cor vermelha inicial(rubi)dos vinhos novos vai desaparecendo e passa a tonalidades vermelho acastanhadas, dourada a âmbar. Contrariamente aos vinhos tintos, no vinho do Porto branco, novo de cor normalmente amarelo palha, com o envelhecimento os vêm a adquirir cada vez mais cor, aparecendo os amarelo/dourado a amarelo/acastanhado e já nos vinhos brancos muito velhos a sua côr chega ao âmbar, confundindo-se com a dos vinhos tintos também muito velhos.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Vinho_do_Porto 

[Verificar Alterações a fazer em Comentários]

Francisca Miranda, 11 anos - 6º C
[ Actualizado em 14- 06 -07]

 

sinto-me:
publicado por aprendizagensnanet às 12:15
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sexta-feira, 24 de Novembro de 2006
Ponte Arrábida!
 

Fotografia: Ponte da Arrábida [Porto, Portugal]

http://amen13.no.sapo.pt/Album-Pontes/slides/001-Pon...

 

Em dada altura da década de quarenta, constatou-se que a circulação no tabuleiro superior da Ponte D. Luiz I, entre o Porto e V.N. de Gaia, se fazia com muita dificuldade, e reconheceu-se a necessidade de uma travessia alternativa.

Em Março de 1952 a J.A.E.(Junta Autónoma das Estradas), adjudicou a elaboração dos anteprojectos a um Engenheiro de Pontes de renome mundial - o Professor Edgar Cardoso. O projecto viria a ser aprovado em 1955.

Das inúmeras pontes que Egar Cardoso erigiu por todo o mundo, a da Arrábida, no Porto, foi a obra que consagrou definitivamente a engenharia portuguesa, afirmando-se na época, como o maior arco de betão armado do mundo.

http://paginas.fe.up.pt/porto-ol/lfp/arrabida.html

[texto com supressões]

 

Fotografia: Ponte da Arrábida [Porto, Portugal]

http://www.cm-porto.pt/media/449218/479488.jpg

 

Actividades:

1. Em que década se constatou que era necessária uma outra ponte?

2. Quando foi o projecto da Ponte da Arrábida aprovado?

3. Como foi considerada a nível mundial a Ponte da Arrábida?

4. Como se chama o engenheiro a que se deve o projecto da Ponte da Arrábida?

 

Inês Gil, 11 anos, 6C

Cláudia Carneiro, 1o anos, 6C

[Actualizado em 23-11-06]

sinto-me:
publicado por aprendizagensnanet às 20:22
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 23 de Novembro de 2006
Casa de Serralves

 

00047pkx

Imagem: Casa de Serralves [Porto]

http://www.serralves.pt

 

A Casa de Serralves, para além de ser a sede da Fundação, constitui uma extensão importante do Museu de Arte Contemporânea, reservada à apresentação de exposições temporárias.
Originariamente concebida como residência particular, a Casa - exemplar único da arquitectura Art Déco - e o Parque - inspirado pelos modernistas - foram mandados construir pelo segundo Conde de Vizela, Carlos Alberto Cabral.
Com fachada para a Rua de Serralves e entrada principal pela Avenida Marechal Gomes da Costa, a Casa de Serralves é um exemplar significativo do estilo art déco e foi edificada nas imediações do Porto, entre os anos de 1925 e 1944.
Quer em termos arquitectónicos, quer paisagísticos, a propriedade constitui um todo notável e harmonioso, peça única em Portugal e na Europa.
Em 1996, considerando o seu relevante interesse arquitectónico, o património imobiliário de Serralves foi classificado como “Imóvel de Interesse Público”. [...]
 http://www.serralves.pt/gca/index.php?id=141
(texto com supressões) - elencar
 

Francisco Melo, 11 anos, 6C

 

(Actualizado em 08.03.2007)

sinto-me:
publicado por aprendizagensnanet às 15:00
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 22 de Novembro de 2006
Foz do Douro

 

Rabisco&Rascunho

 

 

 

http://www.360portugal.com/Distritos.QTVR/Porto.VR/vilas.cidades/Porto/Web_2D/Foz_Carreiros.jpg

Mar de Setembro

 

 Tudo era claro:
céu, lábios, areias,
O mar estava perto,
fremente de espumas.
Corpos ou ondas?
iam, vinham, iam,
dóceis, leves - só
ritmo e brancura.
Felizes, cantam;
serenos, dormem;
despertos, amam,
exaltam o silêncio.
Tudo era claro,
jovem, alado.
O mar estava perto.
Puríssimo. Doirado.

 

Eugenio de Andrade

 

http://nescritas.nletras.com/eandrade/obradeandrade/archives/2004_03.html-Foz- perola

 

Texto informativo (em falta)

 

 

Sara Teixeira, 12 anos, 6I

(Actualizado em 14.06.2007)

 

 

sinto-me:
publicado por aprendizagensnanet às 15:27
link do post | comentar | favorito
|
A Ribeira

 

Rabisco&Rascunho

Ribeira do Porto

                        http://olhares.aeiou.pt/ribeira_do_porto/foto103401.html

 

 

Lugares de contrastes, na Ribeira convivem as duas realidades. Uma é ponto de partida de todos os city tours e cruzeiros que sulcam as águas num sobe e desce incansável, imagem de cartão-postal onde a cada dia se multiplicam as esplanadas, as lojas de vinhos e os restaurantes e a parte mais conhecida da zona classificada pela UNESCO como Património da Humanidade. É a sua face solar, alegre e curiosa, observada por um enxame de olhos e câmaras voltadas para as frontarias ora pintadas de cores fortes, ora cobertas por azulejos, com a lentidão do rio, o alvoroço das pombas e a fruta enclausurada em caixotes entre as mesas dos cafés. 

 http://www.rotas.xl.pt/0604/600.shtml

(texto adaptado, com supressões??)

 

Barbara Pereira, 11 anos, 6I

 

publicado por aprendizagensnanet às 14:37
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 21 de Novembro de 2006
Palácio de Cristal (Pavilhão Rosa Mota)
 

Imagem:Palaciodecristalporto.jpg

Fotografia: Jardins do Palácio de Cristal

http://pt.wikipedia.org/wiki/Pal%C3%A1cio_de_Cristal_(Porto)

 

O Palácio de Cristal, jardins onde se situa o Pavilhão Rosa Mota é um dos espaços mais bonitos da a situado da cidade do Porto.

Falar do Palácio de Cristal é sempre uma entrada na porta do passado. Recordar a sua primitiva construção que não teve, nem tem relação com a actual.

Inicialmente, a construção do edifício do Palácio destinava-se à realização de exposições industriais, agrícolas e artísticas.

 O edifício, inaugurado a 3 de Setembro de 1861 por el-rei D. Pedro V, era constituído por uma grandiosa obra de pedra, ferro e cristal, orçamentada em 108 contos. Media 150 metros de cumprimento por 72 metros de largura e era dividido em três naves. Ao fundo da nave central erguia-se um magnifico orgão, justamente considerado como um dos melhores do mundo e cujo destino se desconhece.

 http://www.portoxxi.com/cultura/ver_edificio.php?id=54

 

 A Nave

A 18 de Setembro de 1865 é realizada a primeira Exposição Internacional Portuguesa em que participaram mais de 3000 expositores nacionais e estrangeiros.

Depois desta, outra se lhe seguiu, como foi o caso da Exposição da Rosas
em 1879 e a Exposição Agrícola em 1903.

Mas em 1933, a Câmara Municipal comprou o Palácio e os seus terrenos e por deliberação da mesma, sob a presidência do Coronel Lícinio Presa, o edifício de Cristal foi condenado à demolição em Dezembro de 1951, dando lugar a um Pavilhão dos Desportos que iria permitir a realização dos Campeonatos Mundial e Europeu de Hóquei em Patins, em 1952.

 http://www.portoxxi.com/cultura/ver_edificio.php?id=54

  

História

 O Palácio de Cristal foi destruído em 1950, tendo-se erguido no seu lugar uma pouco graciosa nave de betão armado. Esta nave continua hoje a ser chamada erroneamente de Palácio de Cristal, nome a que se pode, com rectidão, referir somente os jardins e o que restar do antigo palácio.

 Esta incaracterística calote semi-esférica, foi projectada pelo arquitecto Carlos Loureiro, servindo de sede ao Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins de 1951. Foi concluida em 1954.

 Consagrado Pavilhão de Desportos, seria em 1990 rebaptizado com o nome de Rosa Mota, em homenagem a uma das mais ilustres atletas portuenses.

 http://pt.wikipedia.org/wiki/Pal%C3%A1cio_de_Cristal_(Porto)

 

Os Jardins

 O palácio está rodeado de jardins, que possuem grande variedade de plantas, canteiros de flores e majestosas árvores: palmeiras, plátanos e tílias.

Possui ainda um lago com a sua pequena ilha, múltiplos recantos verdejantes, miradouros, grutas artificiais e castelos.

 http://pt.wikipedia.org/wiki/Pal%C3%A1cio_de_Cristal_(Porto)

 

 

http://viajar.clix.pt/fotos/ffoto.php?f=135&l=400

 

 Inês Gil, 11 anos, 6C

(Actualizado 19.01.07)

 

 
publicado por aprendizagensnanet às 22:49
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Segunda-feira, 20 de Novembro de 2006
A Câmara Municipal do Porto


Fotografia: Câmara Municipal do Porto [Porto, Portugal]
http://www.cm-porto.pt/users/0/58/ff8cf443.jpeg

 
A Câmara Municipal do Porto foi elaborada pelo arquitecto inglês Barry Parker e foi aprovado em reunião de Câmara no dia 1 de Fevereiro de 1916.
O plano elaborado conferiu ao centro da cidade a actual configuração, ligando a Praça da Liberdade, Avenida dos Aliados e a Praça General Humberto Delgado.

A Câmara Municipal, projectada pelo arquitecto Correia da Silva, começa a ser construída em 1920. No entanto, após muitas interrupeções e alterações ao projecto inicial, realizadas pelo arquitecto Carlos Ramos, as obras só recomeçaram em 1974, tendo ficado concluídas  anos depois. Finalmente, em 1957, os serviços camarários foram instalados no edifício.

http://www.cm-porto.pt/gen.pl?sid=cmp.sections/698 

[texto com supressões]
[Actualizado em 11.01.2007]



Carolina Neves, 12 anos, 6C
sinto-me:
publicado por aprendizagensnanet às 21:42
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sábado, 18 de Novembro de 2006
Igreja de S. Francisco

 

00046ww2

Imagem: Igreja S. Francisco [Porto]

http://www.portoturismo.pt

 

A construção da igreja iniciou-se no século XIV, sendo o principal templo em estilo gótico existente na cidade. No entanto, é uma das mais importantes obras do Barroco, pelo seu revestimento interior em talha dourada, dos séculos XVII e XVIII. É de destacar a "Árvore de Jessé", da autoria de mestre Manuel Carneiro Adão.

A Casa do Despacho terá sido edificada segundo o risco de Nicolau Nasoni, entre 1746 e 1749. O interior é ricamente decorado, sendo digno de nota o mobiliário original do século XVIII. [...]

http://www.portoturismo.pt/visitar_porto/percursos/barroco.asp

(Texto com supressões)

 

Ana Sofia Fernandes, 11 anos, 6 I

Filipa Barros, 12 anos, 6 I 

(Actualizado em 08.03.2007)

(Actualizado em 03.05.2007)

  

sinto-me:
publicado por aprendizagensnanet às 14:28
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 17 de Novembro de 2006
Torre dos Clérigos - Porto
 
Rabisco&Rascunho
 
 

Torre dos Clérigos

Obra de estilo barroco de autoria do arquitecto Toscano Nicolau Nasoni Torre, foi construída no séc. XVIII, durante um longo período de 47 anos, recheados de várias dificuldades e contrariedades. 

A Igreja começou a ser edificada em 1732, sendo dada como concluída em 1749. No entanto, só foi benzida em 12 de Dezembro de 1779.

A torre é sem dúvida, a mais admirável obra de arte arquitectónica de Nasoni e constitui a ultima fase desta imponente construção, tendo servido em tempos, como telégrafo comercial .

É construída toda em cantaria lavrada com base quadrada e cunhais arredondados, mede 76 metros de altura e é composta por dois corpos: O principal formado por quatro andares, e o superior por dois.

No primeiro andar, abre-se uma porta emoldurada e encimada por um medalhão ornado com uma legenda bíblica. Neste primeiro andar, as paredes de granito têm uma espessura de dois metros e vinte centímetros. Uma simples cornija separa o primeiro andar do segundo, no qual existe uma janela.

No terceiro, andar há uma janela sineira, com frontão triangular, coberto por um entablamento arqueado na frente, onde se vê um escudo.

Existem quatro janelas sineiras e aí está instalado o carrilhão de concerto, que utiliza 49 sinos. Um computador, controla o carrilhão, marcando as horas e debitando a música por meio de quatro processos.

 

 

http://amen.no.sapo.pt/

[texto adaptado]

 

Ana Isabel, 11 anos, 6I

(Actualizado em 25.01.2007)

sinto-me:
publicado por aprendizagensnanet às 12:19
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Quinta-feira, 16 de Novembro de 2006
Cidade do Porto



Imagem: Sé do Porto [Porto, Portugal]
http://cm-porto.pt/users/0/58/a0953d04.jpeg
 

Portuscale ( do nome romano Portus + Cale), Portucale era de principio o "Porto de Cale", que ficava naturalmente junto do Douro , na foz do rio de Vila. Alguns séculos mais tarde, (documentalmente desde o 1º quartel do séc. XII, mas na prática já antes), a cidade passou a designar-se por Portus, Porto com o 1º elemento do nome, caindo a parte final.


http://amen.no.sapo.pt/Breve%20Historia%20da%20Cidade%20do%20Porto.htm


[texto com supressões]



Imagem: Mapa da Cidade do Porto
http://viajar.clix.pt/mapas/porto_leste.gif

Carolina Neves, 12 anos, 6C

(Actualizado 05.05.2007)

  
sinto-me:
publicado por aprendizagensnanet às 14:55
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
.Direitos de Autor
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.links
.Direitos de Autor
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
Free Counters
.subscrever feeds